“Um Martini com o Diabo” – Cláudia Lemes

DB2D6B8F-8F21-449F-827B-00C244DFC8DF.jpeg

Impactada com “Eu vejo Kate” da autora Cláudia Lemes, eu estava preocupada em ter expectativas muito altas com “Um martini com o diabo”. Porém topei com um livro totalmente diferente, mas igualmente incrível. E mais uma vez, magistralmente escrito pela autora. 

Esse livro deriva de uma série de livros escritos há muito tempo atrás, que conta a saga de uma família mafiosa chamada “Os Woodsons”. E um dos personagens dessa série tem sua história contada nesse livro: Charlie Walsh. 

A história é contada desde antes dele entrar na vida do crime, e mesmo seu propósito inicial ter sido vingar a mãe, Charlie se vê metido de corpo e alma, e no fundo não sabe se quer sair dessa vida ou não. 

Me senti transportada para um livro de Mario Puzo e quase esperei ver Don Corleone fazer uma pontinha no livro. Hahahaha! Mas o poderoso chefão em Um martini com o diabo tem outro nome (igualmente italiano), Tony Conicci, e um envolvimento muito forte com Charlie. Aí tudo se complica. E o livro tem drama, drogas, sexo, violência e romance. Prato cheio pra muita diversão e entretenimento. E é mais um livro incrível de Claudia Lemes. Continuo apaixonada. 

#sinopse

O jovem Charlie Walsh está em Las Vegas, não para tentar a sorte, e sim para matar seu pai, o chefe da máfia italiana, Tony Conicci.O plano era infiltrar-se no restrito grupo de confiança da família Conicci e se aproximar do chefão. Mas Las Vegas corrompe. E o desejo de vingança de Charlie é posto em prova quando ele se vê seduzido por amizades, poder, drogas e dinheiro que a máfia oferece.Com o FBI em sua cola, e secretamente apaixonado pela enigmática esposa do pai, ele precisará decidir onde apostar sua lealdade.Depois do sucesso Eu vejo Kate – O despertar de um serial killer, Cláudia Lemes convida seus leitores a mergulharem em um romance policial noir, recheado com uma boa e tradicional história sobre a máfia italiana.Inspirada pelo clássico O Poderoso Chefão (Mario Puzo) e pelos mestres do gênero noir, Dashiell Hammett, Elmore Leonard e James Ellroy, a autora constrói um drama movido pela vingança e pelo ódio de um filho pelo pai.Um martíni com o diabo é uma história inquietante, com diálogos densos e personagens complexos que estão prontos para conquistar o mais exigente dos leitores.

Confira aqui a resenha de “Eu vejo Kate” – Claudia Lemes

Resenha de Sylvia Tavares

 

Deixe uma resposta