“Eu vejo Kate” – Claudia Lemes

0041EA77-E3C4-4D76-9847-C060DEBF3A1D

Fim de ano chegando, 30 livros lidos e pensei: se alguém me perguntasse até dois dias atrás qual o meu favorito do ano, não saberia responder. Mas acabei de ler o trigésimo primeiro e já sei qual é o favorito do ano, ou melhor, top five da vida: #EuVejoKateODespertarDeUmSerialKiller da brasileira #ClaudiaLemes . FAN-TA-BU-LO-SO!!! SEN-SA-CI-O-NAL!!! Que livro incrível!

Me dói o coração saber que muitos leitores estão sendo privados de ler essa autora, pois simplesmente não achei nenhum livro dela à venda em nenhuma livraria,#Saraiva, #Cultura…, aliás, um adendo: difícil encontrar qualquer livro da nova e excelente safra de autores nacionais nas lojas físicas. Eles sequer colocam na parte de literatura brasileira, e separam de Machado de Assis, José de Alencar, Aluízio de Azevedo como se eles não merecessem as mesmas prateleiras. E você tem que procurar lá no meio de policiais e suspense de literatura estrangeira, (caso da Cultura da Paulista) e não tem nenhum!!! Poxa! Vamos valorizar nosso produto interno né minha gente? Isso não significa em absoluto, desmerecer o resto.

Bom, voltando à Claudia Lemes, comprei o e-book, que sempre é minha última alternativa (nada contra, mas prefiro o livro físico). Li em 2 dias! Uau! Que narrativa! Que história! Não é à toa que vai ter continuação!

Kate é uma escritora com um livro encomendado pela sua editora: a biografia de um serial killer que tinha acabado de ser executado (A história se passa nos EUA). No entanto, a editora muda de opinião e pede à Kate, que já está totalmente imersa na escrita do livro, que pare de escrevê-lo imediatamente. Irritada, Kate nem pensa em parar, mas coisas estranhas começam a acontecer e ela chega a ser ameaçada. E daí um assassinato acontece a poucos metros de sua porta e tudo entra no mode: velocidade vertiginosa. Nesse momento em diante, é melhor você esquecer qualquer compromisso, porque você não vai ser capaz de parar de ler.

Kate ainda por cima se apaixona pela figura crucial que envolveu a investigação e prisão do tal serial killer.

E come o pão que “aquele”cara amassou num nível muito hard (estômago firme necessário). Mas brilhantemente descrito e sem firulas.

E o toque de mestre que diferencia tudo o que já li a respeito de serial killer (e já li muito, viu) é o fato do livro ter narrativas de pontos de vista diversos, entre eles, o do próprio serial killer que foi executado, tema da biografia de Kate: Nathan  Bardel. Isso mesmo, ele narra do além o que ele vê. E ele vê Kate.

Sem palavras pra descrever o meu encantamento com a história, com a narrativa assertiva e fluida, e com os personagens apaixonantes. Fã de carteirinha total. Eu vejo Claudia Lemes. Eu leio Claudia Lemes. Eu amo Claudia Lemes. 😜

43554470-64D5-4A4E-89B0-326BD53BE721.jpeg

#sinopse

Um ano atrás, Blessfield enterrou 12 mulheres vítimas do cruel serial killer Nathan Bardel. Ele foi julgado e executado. Antes que as feridas da cidade cicatrizassem, um novo assassino em série surgiu. Mais violento. Mais cruel. Com o mesmo método. Alvo na mira: Kate Dwyer é uma escritora imersa na produção da biografia de Nathan Bardel. O que ela não sabe é que ao mergulhar na sombria vida do assassino, ele passa a acompanhá-la. À medida que se aprofunda nos mistérios de Bardel, a escritora desperta outro assassino. Agora, sua vida corre perigo. Serial Killer X Serial Killer: Desde que Kate decidiu escrever a história de sua vida, Nathan Bardel percebeu que mesmo morto poderia acompanhá-la. Quando ele descobre que um novo serial killer o está copiando fica furioso. Agora ele tem uma nova meta: encontrar o imitador. Caçador de monstros: O agente especial do FBI Ryan Owen é um dos melhores profilers do país. Mas sua experiência será colocada à prova na busca pelo serial killer que não deixa pistas. Ryan – que está com a carreira ameaçada – se vê numa investigação que pode terminar de forma trágica.

Resenha de Sylvia Tavares

Deixe uma resposta