“Os meninos que enganavam nazistas” – Joseph Joffo

E3EF8E9A-14A8-4B06-AB26-3F8C38FA51E6
Nossa. Que livro!

Fiquei pensando em tudo o que essa guerra causou. O livro é um relato real e autobiográfico.

Imaginei tudo o que Joseph descreve ter passado em sua infância. O que me fez pensar demais: ele tinha a idade do meu filho mais velho. 

Com dez anos, crianças são crianças. Brincam, estudam, aprontam… mas não Joseph. Ele teve sua infância perdida durante a Segunda Guerra mundial, precisou crescer da noite para o dia, e relata nesse livro maravilhoso. 

Em 1940, a França é dominada pela Alemanha, e parte foi assumida pelo Marechal Pántain, que criou a França de Vichy, um Estado francês influenciado pelos nazistas que seguia as regras de Hittler. 

Com as perseguições aos judeus, a família Joffo toma a difícil decisão de que Joseph e seu irmão fugissem. Então Maurice e Joseph fogem ao encontro de seus irmãos mais velhos. 

A partir de então, só dependia deles, só tinham um ao outro, e deveriam fazer de tudo para manter suas vidas. Encontraram muitas pessoas dispostas a ajudar, pessoas que arriscaram suas próprias vidas para que os irmãos seguissem com sua jornada.

Claro que encontraram dificuldades, guardas, doenças, interrogatórios…mas sempre encontravam uma forma de contornar a situação. Incrível! Mais incrível ainda ser uma história real!

Joseph escreveu esse livro em 1973, aos 42 anos de idade, sem pretensão de sucesso, somente como forma de história aos seus filhos. Em 1993, houve uma atualização e o autor acrescentou um posfácio  respondendo algumas perguntas que os leitores lhes faziam sobre o livro e sua jornada, assim temos mais informações que não foram apresentadas no decorrer do livro.

O livro “Os meninos que enganavam os nazistas” vendeu mais de 20 milhões de exemplares em todo o mundo e deu origem ao filme. (O autor cita no posfácio diferenças marcantes entre o filme e o livro). 

Aproveitando, assisti ao filme! E nossa! Fiel ao livro! Me emocionei em muitas das cenas!

Impecável e recomendadíssimo!

Sinopse 

Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade. Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… Os meninos que enganavam nazistas conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

Autor: Joseph Joffo foi uma criança feliz, até 1940, quando a guerra aportou na França. A partir de então ele lutou pela vida, viajando toda a França. Voltou a Paris depois da guerra e a partir de então se tornou escritor, roteirista. E a sua maior história escrita, com certeza foi aquela que ele vivenciou durante a tenebrosa Segunda Guerra Mundial.

Resenha by Bianca Brandão

Deixe uma resposta