“O Casamento” – Victor Bonini

689D6C83-CC7A-4A57-9097-E22B40C0D942

Amo conhecer novos autores! Especialmente brasileiros, e falo conhecer mesmo. Tivemos o prazer de encontrar com o Victor Bonini na Bienal SP no stand da Faro Editorial e quanta simpatia! Super disponível, interessado de verdade na troca autor- leitor. Comprei “O Casamento”, ele autografou e prometi ler e contar o que achei.

Amei, Bonini! Tirando algumas opiniões pessoais que você deu espaço pra ouvir, é um livro delicioso de ler. O final sequer passou pela minha cabeça, apesar das pistas e milhões de conjecturas. O personagem principal, Detetive Lyra ou Conrado Bardelli merece vida longa, deve continuar aparecendo. Me cativou e tem um quê de cômico super charmoso.

Sangue, suspense, intrigas, boas sacadas, pistas falsas, me identifiquei bastante com sua escrita, fluiu bem legal. É do gênero whodunnit, aquele que conduz o leitor junto, pra tentar descobrir quem cometeu o crime. Gênero utilizado pela mestre Agatha Christie, que percebi ter influência no estilo de Bonini.

Como sugestão de leitora voraz que sou, senti falta de uma descrição/alocação melhor de alguns personagens, em alguns momentos tive que voltar pra conferir se fulano era fulano mesmo. Ou talvez por ter como pano de fundo um casamento, o excesso de personagens me confundiu um pouco, além das tramas paralelas. Mas reafirmo: aprovadíssimo! Ganhou uma leitora fiel.

Não posso deixar de citar que a capa, a diagramação, a divisão em partes com títulos sugestivos, assim como a escolha do “cenário”, o tal Casamento, foi absurdamente atraente e auspicioso. E tudo isso junto, mais a sua pessoa, me leva a crer, que estou diante de um real entusiasta, alguém que tem muito cuidado e capricho naquilo que faz. Parabéns! E fica a dica pra Globo, Netflix, Multishow… transforma em série que esse pode ser “O Casamento” do ano!

Sinopse

Para os noivos é o dia mais importante de suas vidas. Meses atrás, os amigos diriam que o namoro de Plínio e Diana tinha prazo de validade. Eles se conheceram de um jeito bizarro, pensam completamente diferente e nenhuma das famílias aprova o relacionamento. Mas eles resistiram a tudo. E agora vão se casar. Para o detetive é a melhor chance de pegar um criminoso. O mais íntegro dos convidados esconde um segredo devastador. Mas alguém sabe e está disposto a espremê-lo com chantagens. É então que o detetive Conrado Bardelli se hospeda no hotel-fazenda onde ocorrerá o casamento. Ele precisa descobrir o lobo entre as ovelhas. E rápido. Pois, a cada nova ameaça, o chantagista eleva o tom e falta pouco para a bomba explodir. O casal está pronto para o sim. A noiva se prepara para caminhar pelo tapete vermelho. Até que alguém diz: não saia do carro! Enquanto a plateia espera ansiosa em frente ao altar, algo brutal acontece na antessala. Só quando veem as paredes lavadas com sangue é que os convidados se rendem ao desespero. Começa uma confusão para interromper a marcha nupcial e chamar a polícia. Ninguém sabe o que fazer. E Bardelli, que lidava com um caso de extorsão, descobre que se meteu em algo muito pior. Agora, ele é o único capaz de encontrar respostas. O problema é que as mortes não param de acontecer…

resenha by Sylvia Tavares

Deixe uma resposta