“Confissões do Crematório” – Caitlin Doughty

06F8E1F6-C54B-4228-832F-9BC3C0DFA969

Confissões do Crematório apresenta a história da jovem Caitlin, que fascinada pela morte se candidata ao emprego de assistente no crematório local. Sendo inexperiente nesta área, Caitlim aprende todo o processo de preparo dos corpos para o velório até a incineração. Nesta vivência, ela entende que a morte é vislumbrada de diferentes formas, através da cultura, filosofia e história.

83AA45FB-3AEF-40A0-8FF8-71EC744D1733

Sem perder o toque pessoal e descontraído, Caitlin nos conta o seu dia-a-dia dentro desta função tão pouco notada na nossa sociedade.

Aceitar a morte não quer dizer que você não vai ficar arrasado quando alguém que você ama morrer. Quer dizer que você vai ser capaz de se concentrar na sua dor, sem o peso de questões existenciais maiores como “Por que as pessoas morrem?” e “Por que isso está acontecendo comigo?”. A morte não está acontecendo com você. Está acontecendo com todo mundo.” (Pág. 232)

EB7E0371-FA56-4011-B5EB-41DAB6AE4FC4

 Narrado em 1ª pessoa de um jeito muito natural e pessoal. Sem nenhum toque de terror, a história aborda de forma honesta,o cotidiano dentro de um crematório, os problemas técnicos, a visão comercial, a tristeza dos entes do falecido ou a solidão de uma vida todadesperdiçada.

Confissões do Crematório é uma leitura fluída, sem plot twist ou ressaltos. Apresenta a morte sob diferentes temáticas e como isso impactou Caitlinna sua visão de vida e morte. Com passagens bem detalhadas, a autora conseguiu criar uma conexão com o leitor e passar todo um mix de emoções com as suas experiências.

Tenho que ressaltar que, como SEMPRE, a edição da Darkside Books é primorosa. Todos os detalhes que compõe o livro são de um refinamento memorável. Os cuidados com a montagem, ilustração, composição de texturas, imagens e cores enchem os olhos de qualquer leitor.

Senti uma conexão imediata com Caitlin, pois também sempre fui fascinada pelo assunto. O livro aponta a morta como ponto inicial para se viver, uma vez que todos teremos o mesmo final. Com esta perspectiva, a leitura é agradável e descontraída, fazendo o leitor, sem querer, pensar em como enxergar a morte e como se preparar para encará-la.

E você, já pensou sobre a morte?

 F17D6B99-2B31-4ADA-B8BD-D6EC85B5E1CF

As memórias sinceras, hilariantes e transformadoras de Caitlin são leitura obrigatória para todos aqueles que planejam morrer.”

— KATHARINE FRONK, BOOKLIST —

Um livro forte e mórbido como esse poderia facilmente enredar seus leitores em tristeza e dor, mas Caitlin Doughty – uma confiável guia através do repulsivo e impressionante mundo da morte – nos mantém rindo.”

— RACHEL LUBITZ, WASHINGTON POST

Divertido e instigante.”

— JULIA JENKINS, SHELF AWARENESS —

 

Autora

Caitlin Doughty é agente funerária, escritora e mantém um canal no YouTube onde fala com bom humor sobre a morte e as práticas da indústria funerária. É criadora da web série Ask a Mortician, fundadora do grupo The Order of the Good Death (que une profissionais, acadêmicos e artistas para falar sobre a mortalidade de uma forma mais humanizada) e também autora de Confissões do Crematório.

Resenha by Tatiana Mesquita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s