“Flores Partidas” – Karin Slaughter

0788BC56-367E-4048-9825-091B88DBA58B

O livro Flores Partidas de Karin Slaughter deveria se chamar Vidas Partidas. Uma família dizimada pela tristeza do desaparecimento de Julia, a filha mais velha aos 19 anos. Mãe e pai destruídos pela dor, irmãs abandonadas que se separaram. Relações deterioradas que tiveram que se unir 24 anos após os eventos que culminaram no seu afastamento.

Claire Scott e Lydia Delgado, as irmãs de Julia refizeram suas vidas. Mas após a morte do marido de Claire, vêem o passado voltar para assombrá-las de forma brutal.

Revelações se sucedem de forma febril e viciante, não dá pra largar a leitura. Mas aviso:
é para os fortes. Macabro, visceral, eletrizante. Você se surpreende a cada virada de página, o medo vai te espreitar e você vai querer largar o livro por alguns segundos pra retomar o fôlego, mas não vai abandonar até chegar ao fim da saga da família Delgado.

Karin conduz magistralmente um enredo com início até um tanto cômico com tiradas inteligentes, mas que após a morte de Paul Scott, acelera. E as cartas emocionantes do pai de Julia pra ela após o seu desaparecimento, aliviam o tom, são como um bálsamo.
Como diz a própria autora em seu site, “stories that get under your skin.” Tirar Flores Partidas do seu sistema pode tomar um tempo… mas vale cada susto, cada reviravolta, cada página.

E aí? Vai tomar a pílula azul? Ou vermelha? (frase marcante no livro)

B0DA0A22-8E1D-467B-80F8-8AFED9889623
Capa edição antiga

Karin Slaughter é autora ainda de “A Garota de Olhos Azuis “ que conta a estória de Julia Delgado antes de desaparecer (gratuito em e-book). Embora Flores Partidas seja um livro standalone (sem continuação), vale a pena a leitura.

35 milhões de cópias e traduzido para 36 idiomas, Slaughter tem lançado no Brasil: Esposa Perfeita (Harper Collins), Destroçados, Gênese, Fissura e Tríptico. (alguns são parte de uma série com personagens fixos) e esteve na Bienal do Rio ano passado distribuindo autógrafos e divulgando a capa nova de Flores Partidas, que foi relançado com duas capas sobrepostas. Autora premiada comparada à mestres do gênero como Thomas Harrison de “Silêncio dos Inocentes” e Patrícia Cornwell, mora em Atlanta na Geórgia e com esse Flores Partidas, esteve na lista de best-sellers do New York Times.

Resenha – Sylvia Tavares

A5064715-2BF2-4369-A1D6-EFB165DB4C97
Capa edição americana

#Sinopse

Mais de vinte anos atrás, a família Delgado sofreu um grande trauma: uma das filhas, Júlia, desapareceu sem deixar rastros. Depois desse golpe, a família se deteriorou de tal forma que as irmãs, Claire e Lydia, pararam de se falar, e suas vidas seguiram caminhos muito diferentes. Claire tem uma vida glamorosa, casada com um milionário de Atlanta. Lydia é mãe solteira, namora um ex-presidiário e luta para deixar para trás um passado de drogas. A ferida destruidora, no entanto, continua aberta e volta a sangrar quando o marido de Claire é assassinado.

O desaparecimento de uma adolescente e a morte de um homem de meia idade, com quase um quarto de século separando esses fatos… Qual seria a conexão? As irmãs se unem numa trégua relutante para, vasculhando o passado, buscar respostas. Mas essa jornada vai trazer à tona segredos que destruíram a família décadas antes, junto com uma chance inesperada de redenção… E vingança.

3C65F15B-9CF4-4DB7-B7C3-77A493151B1D
Capa do site autora Karin Slaughter

 

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s